• PPGBC4
  • PPGBC6
  • PPGBC1
  • PPGBC2
  • PPGBC3
  • PPGBC5
  • PPGBC7
  • PPGBC8
  • PPGBC10
  • PPGBC11
  • PPGBC12
  • PPGBC13

História do Programa

 

Desde 1978, quando a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) foi instituída, uma política de implantação de cursos de pós-graduação Stricto Sensu em diferentes áreas tem se tornado notória, colocando-a como uma das principais Instituições de Ensino Superior formadora de pessoal altamente qualificado e capaz de atuar em pesquisa, ensino e extensão na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, fato esse constatado pelos 28 programas de Pós-graduação Stricto Sensu em andamento em 2013, sendo 35 com mestrado e 19 com doutorado, 3 mestrados profissionalizante, totalizando 57 cursos.

Acompanhando esse progresso, o Instituto de Ciências Biomédicas tem contribuído substancialmente, especialmente a partir de 1992, com a implantação do Programa de Pós-graduação, níveis mestrado e doutorado, em Imunologia e Parasitologia Aplicadas, em que a participação de vários professores de diferentes áreas do Instituto de Ciências Biomédicas, incluindos os da Área de Morfologia, vem projetando a UFU no cenário nacional e internacional como uma referência em pesquisa na área básica. Contudo, com o crescimento dos Grupos de Pesquisa dentro do Instituto de Ciências Biomédicas, notoriamente aqueles da área de Biologia Celular, os quais vinham gradativamente aumentando o aporte de recursos financeiros por meio de projetos de pesquisa aprovados pelas principais agências de fomento do Brasil bem como as parcerias com Instituições no Brasil e Exterior, e devido também à recente ampliação do número de professores efetivos contratados pela UFU na área de Biologia Celular, viu-se a necessidade da criação de um Programa nessa área.

Assim, em meados de 2009, um grupo de pesquisadores da Área de Morfologia, motivados pela crescente percepção e vislumbramento de um grande progresso em publicações científicas na área de Biologia Celular alinhado com a política governamental de renovação e ampliação do quadro de docentes e também com a possibilidade de inserção do Setor de Histologia como uma grande âncora para o progresso desse ramo da pesquisa básica no cenário nacional, iniciaram as primeiras discussões sobre a criação do Programa nesse período. Ao longo de 2009 e meados de 2010 esse sonho se tornou realidade quando a redação do Projeto Final que levaria à criação do Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas foi apresentada e aprovada na Unidade e subsequentemente pela Comunidade UFU através de sua instância máxima, o Conselho Universitário.

Finalmente, em novembro de 2010, o curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas da UFU foi aprovado e recomendado pela CAPES na 122ª reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES) realizada no dia 29 de outubro de 2010 com conceito 3, com início de suas atividades em março de 2011. Atualmente, o Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas é composto por docentes permanentes e colaboradores de alto nível acadêmico e científico que vem mantendo o aporte de recursos financeiros via agências de fomento, recursos esses necessários para manter a qualidade de suas produções e consolidação das linhas de pesquisa do Programa.

 

 

 

 

.